Ella Briggs, uma garota americana de apenas 11 anos, foi eleita por votos de mais 6400 alunos de 87 escolas do Estado de Connecticut nos Estados Unidos, como “representante mirim estudantil do governo”.

“Amor é amor”, diz o slogan da campanha que a elegeu e garantiu maioria dos votos dos estudantes. No anúncio de sua vitória, ela afirmou: “Vou conversar com estudantes e falar sobre a importância do amor, da aceitação, igualdade e respeito para todos”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Sobre o futuro, Ella revelou ter grandes ambições bem além da eleição do grêmio estudantil, sonhando em ser a primeira presidente lésbica dos Estados Unidos. Vai fundo, garota!

Ella estuda na escola Ana Grace Academy of Arts Elementary Magnet School, na cidade de Avon. Homofóbicos, alguns pais de alunos chegaram a proibirem seus filhos de comparecerem à sua cerimônia de posse, de acordo com o Connecticut Post.

VEJA TAMBÉM:  “Mereço mais que homem com micropenis e ejaculação precoce”, diz ex de Eduardo Bolsonaro

“Estou feliz que muitos alunos vieram. Haters não vão gostar, mas de qualquer forma é maravilhoso estar aqui com todas essas pessoas.”, disse ela, que contou na escola que gostava de garotas aos quatro anos de idade, sendo repreendida pelo professor que tinha na época por isso.

“Um professor disse que era errado. Me machucou, chorei no banheiro”, disse ela, que felizmente não tem uma família preconceituosa, onde contou com todo apoio e acolhimento assim que a escola avisou seus pais e ela então saiu do armário precocemente para a família.

Entre os estudantes, Ella disse que já sofreu discriminação: “Afastaram suas mesas da minha na classe quando descobriram que eu era lésbica. Algumas crianças vieram me dizer que eu iria para o inferno”.

Entretanto, parece que o jogo felizmente virou: “Sim, sou gay. É maravilhoso hoje ver essas pessoas me aplaudindo”, disse ela ao Connecticut Post.

Saiba mais sobre Ella Briggs e sua história no vídeo abaixo:

VEJA TAMBÉM:  Kesha celebra casamento real de lésbicas em seu novo clipe; veja
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).