Na tentativa de justificar seu preconceito e LGBTfobia, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que a nova medida anti-trans proposta por seu governo, que já vem sendo duramente criticada até por quem o apoiava, é apenas para “proteger o país”, segundo informou o jornal NY Times.

Desde a semana passada, foi noticiado uma tentativa do governo americano de aprovar uma medida que impede que o gênero de pessoas trans seja considerado e respeitado a nível federal, passando a fazer valer apenas o sexo biológico de uma pessoa.

De acordo com a proposta, o gênero de uma pessoa trans seria definido de acordo com a biologia de quando a pessoa nasce e seria algo imutável para a vida.

Trump em campanha quando prometeu proteger os LGBTs.

Perguntado sobre sua promessa de campanha de proteger a comunidade LGBT, que fez quando tirou a foto ridícula acima, Trump afirmou: “Temos muitos conceitos diferentes. Esta medida seria para proteger o nosso país. Estou protegendo a todos”, disse sem justificar a razão da medida absolutamente desnecessária, transfóbica e que desrespeita a existência desta parcela da população.

Cerca de 1,4 milhões de norte-americanos se identifica como uma pessoa transgênero, de acordo com uma estimativa do Williams Institute, uma fundação de pesquisa com foco em questões de orientação sexual e identidade de gênero.

Especialistas da área da saúde procurados pelo NY Times para comentar a medida afirmaram que a intenção do governo de se definir o gênero de alguém baseado apenas em um órgão genital é impreciso e pode inclusive piorar o quadro de saúde mental destas pessoas.

O Dr. Joshua Safer, diretor executivo do Centro de Medicina e Cirurgia Transgênero do Hospital Mount Sinai, disse que a definição da administração Trump “não condiz com os avanços da medicina e ciência ocidental atual em termos de como realmente se define sexo e gênero dos indivíduos”.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).