Uma professora do colégio Nixon-Smiley, no Texas, Estados Unidos, está sendo acusada de ter tirado um aluno adolescente do armário na frente de toda turma, inclusive de sua namorada, segundo informou o jornal local.

No meio de uma aula, ela teria citado na frente de todos: “Ele é gay. Só te usa de fachada” à garota que é namorada do rapaz.

O pai do rapaz denunciou a professora e afirmou que, desde então, seu filho tem sofrido bullying por parte dos colegas: “Você falar algo assim abertamente na frente da classe. Claro que os outros colegas vão comentar e meu filho seria infernizado!”

O motivo pelo qual a professora teria afirmado que o garoto é gay seria sua aparência: “O jeito que ele se cuida excessivamente, se veste e age mais delicado, mas ele não é gay por isso e nem este seria o problema”, afirmou o pai do garoto muito sensato.

E concluiu: “O problema é uma professora fazer um comentário desses gerando bullying e rejeição ao meu filho em uma escola”.

A secretaria de educação investiga o caso: “Estamos cientes das alegações e investigando o caso”, afirmou em comunicado.

O pai ainda afirmou que a professora pediu desculpas pela atitude, mas segundo ele, teria sido da boca pra fora: “Não é desculpas que vai consertar. O estrago está feito e não adianta ela se arrepender”.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).