Uma professora da cidade de Michigan, nos Estados Unidos, declarou sua sexualidade de forma muito natural para seus alunos. Anna Dietrich é professora da Carman-Ainsworth High School, e utilizou o Twitter para descrever como alguns educadores sentem a necessidade de esconder quem são no trabalho. As informações são do PinkNews.

“Quando os alunos me perguntaram hoje se eu tinha marido, respondi que eu, sendo bissexual , ainda não tenho marido nem mulher!” Depois que ela se assumiu como bissexual,  na última terça-feira (13), três pais ligaram para ela para dizer que estavam “infelizes” com isso.

“Tenho inveja dos professores que não precisam esconder sua identidade nas aulas. Recebi telefonemas de três pais infelizes. Se alguém tiver quaisquer lutas / reações semelhantes por estar fora de casa e ter orgulho dos alunos, eu adoraria ouvir”, declarou a professora no post. Foi aí que ela passou a receber apoio de outros alunos. “Eu realmente amo sua aula”, escreveu uma aluna por e-mail.

Professora sai do armário e alunos tem a melhor reação do mundo!
Professora sai do armário e alunos tem a melhor reação do mundo! (Foto: Pixabay)

“Em minhas outras aulas, não me sinto confortável em compartilhar minha sexualidade ou pronomes [que me identifico] e realmente me incomoda quando as pessoas usam meu pronome de forma errada e tentam falar sobre minha sexualidade sem nem mesmo saber. Na sua aula, já me sinto confortável com quem sou, o que para mim não é normal, então obrigada, muito, muito, muito.”, disse outra. 

Companheiros educadores, pessoas LGBTQIA+ e aliados comemoraram a coragem de  Dietrich em conversar com seus alunos sobre sexualidade, mesmo enfrentando resistência dos pais e responsáveis.

“Você não apenas criou um espaço seguro para que esse aluno se tornasse quem ele é, mas também está quebrando o preconceito e preconceitos que muitos de seus alunos estavam inconscientemente sendo condicionados a ter, promovendo a igualdade e a inclusão com a próxima geração.”