O primeiro casamento gay da Austrália chegou a um triste fim somente 48 dias após a cerimônia. Jo Grant se casou com sua companheira de oito anos, Jill Kindt, no último 15 de dezembro, mas não resistiu a um câncer raro e morreu no último 30 de janeiro.

A cerimônia foi realizada no jardim da casa onde elas moravam em Sunshine Coast, menos de uma semana depois que a Austrália se tornou o 26º país a reconhecer uniões civis entre pessoas do mesmo sexo. “Jo e eu pudemos ficar legalmente casadas por 48 dias e eu aceito isso”, disse Jill à BBC News.

Elas não precisaram aguardar os 30 dias exigidos pelo governo devido a circunstâncias excepcionais que lhes foram concedidas. Com isso, este foi o primeiro casal a ser agraciado com a lei aprovada em 9 de dezembro de 2017.

“Jo e Jill receberam aprovação, se casaram e registraram tudo em um dia, depois de terem os requisitos para circunstâncias excepcionais”, disse D’Ath.  A mãe de Jo, Sandra, disse em um comunicado, que acredita que o casamento renovou os ânimos da filha, mantendo-a viva por tempo suficiente para ter um último Natal com sua família.

Jo estava sob cuidados paliativos para tratar uma forma rara de câncer. Ela e Jill foram um dos 159 casais de mesmo sexo a terem se casado em Queensland desde a aprovação, segundo um comunicado do governo.


Veja também:

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).