A prefeitura do Rio de Janeiro concedeu licença-paternidade para um homem trans pela primeira vez na história. Glauco Vital, de 49 anos, trabalha na Coordenadoria da Diversidade Sexual.

“Ter direito aos dias da licença-paternidade para aproveitar junto da minha esposa e da minha filha foi imprescindível”, disse o servidor em comunicado enviado à imprensa.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Ao Universa, Vital contou que passou cinco dias em casa após o nascimento da filha, Giovana, em novembro.

“Foi importante ter esse período de adaptação e essa nova fase da minha vida: ser pai, que sempre foi um sonho meu”, frisou. “Me sinto orgulhoso como homem trans por servir de exemplo para que mais homens trans possam fazer também o uso desse direito”, completou.