Uma bandeira do Orgulho LGBT de 140 metros está sendo projetada em um dos edifícios mais altos da Ucrânia. O ato é uma resposta de ativistas LGBTs à crescente onda de homofobia que se espalha pelo Leste Europeu atualmente.

As cores do arco-íris cobrirão o Gulliver Mall, um centro comercial e de entretenimento de 35 andares na capital do país, Kyiv, todas as noites entre 5 e 11 de outubro.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O slogan que a acompanha a iluminação diz: “É bom ser diferente juntos!” e irá piscar na frente do edifício em intervalos de cinco minutos entre as 18h30 e as 22h00.

O famoso centro comercial é tão alto que pode ser visto de qualquer parte do centro de Kiev, bem como das zonas circundantes da cidade. A exibição colorida foi programada para celebrar o PrideMonth na Ucrânia, e também o Dia Internacional de Saídas do Armário, que é celebrado mundialmente em 11 de outubro.

VEJA TAMBÉM:  Governador republicano assina as duas leis mais transfóbicas da história dos EUA

“O Dia de Sair Do Armário é sobre visibilidade e o poder da nossa voz”, disse Ruslana Panukhnyk, diretora da ONG KyivPride.

“Neste dia que é tão importante para toda a comunidade LGBT +, queremos enfatizar mais uma vez que somos mais fortes juntos e juntos em todas as circunstâncias, incluindo condições de pandemia e restrições de quarentena. Caminhamos lado a lado em direção a um futuro melhor para todos ”.

“Devemos relembrar que o PrideMonth que normalmente ocorre em Kiev de 26 de setembro a 11 de outubro foi adiado devido à pandemia de COVID-19”, alertou.

Prédio na Ucrânia vira símbolo de resistência contra a homofobia. (Foto: Reprodução / Youtube)
Prédio na Ucrânia vira símbolo de resistência contra a homofobia. (Foto: Reprodução / Youtube)

Como grande parte da Europa Oriental, a Ucrânia está lutando atualmente contra uma onda de homofobia impulsionada pela eleição de nacionalistas de extrema direita.

No mês passado, uma celebração do Orgulho LGBT em Odessa foi marcada por hooligans neonazistas armados com ovos e spray de pimenta em direção a ativistas LGBT, enquanto a polícia “ficava de braços cruzados”.

VEJA TAMBÉM:  Filho de Maurício de Sousa é vítima ataque homofóbico na internet e rebate: "É crime"

Infelizmente, essa violência é comum em eventos do Orgulho LGBT na Ucrânia, onde pessoas LGBT ainda têm poucos direitos legais e a homofobia parece institucionalizada após as últimas eleições.

O país aprovou algumas leis básicas de reconhecimento de gênero e proteções contra discriminação, uma vez que busca alinhar-se com a legislação da UE, mas não há reconhecimento para relações entre casais homoafetivos ou possibilidade de adotar ou formar família legalmente.

A KyivPride espera que a exibição do Gulliver Mall incentive uma discussão mais positiva sobre homofobia e as questões LGBT no país e “lembre os Kyivans de que não há limites para o amor”.

Assista abaixo ao vídeo do prédio iluminado com as cores do arco-íris:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).