O aplicativo de encontros gays mais famoso do mundo, Grindr, está removendo de sua plataforma, o “filtro de etnia” na próxima atualização do aplicativo.

O filtro que permitia que usuários pagantes evitassem ver pessoas de determinadas etnias, já foi muito criticado no passado por favorecer racismo e xenofobia.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Nesta semana, o aplicativo de namoro queer disse que essa longa campanha por decisão é mostrar “solidariedade” com os protestos nos Estados Unidos por supremacia branca, racismo e brutalidade policial contra a comunidade negra.

“Somos solidários com o movimento BlackLivesMatter e com as centenas de milhares de pessoas negras que usam nosso aplicativo todos os dias”, escreveu o Grindr em um comunicado divulgado em suas redes sociais.

VEJA TAMBÉM:  Corpo de PM negra e lésbica é encontrado dentro de porta-malas

“Não ficaremos calados e não ficaremos inativos. Continuaremos a combater o racismo no Grindr, tanto através do diálogo com nossa comunidade quanto de uma política de tolerância zero para perfis com mensagens racistas e discurso de ódio em nossa plataforma”, afirmaram.

O aplicativo também anunciou que está realizando doações para o Instituto Marsha P. Johnson e o Black Lives Matter.

Créditos da imagem em destaque: http://www.temqueter.org/ 
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).