Nunca antes na história uma transexual ocupou a cadeira de um cargo legislativo na capital do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Pois dia 7 de março será marcado por mais um passo na conquista por direitos e visibilidade entre a população LGBT, quando a advogada e mulher transexual, Luísa Stern, assumirá uma cadeira de vereadora da cidade.

Não apenas de Porto Alegre, Luísa também é, possivelmente, a primeira mulher trans a se tornar vereadora em uma capital brasileira.

Luísa Stern foi candidata pelo PT nas eleições de 2016 e ficou com a vaga de suplente. O acontecido se dará graças a uma medida do partido que estabelece um esquema de rodízio na vaga de suplente para dar visibilidade e oportunidade às minorias.

Luísa é militante LGBT e ativa na luta pelos direitos humanos há anos, já tendo atuado como advogada principalmente representando a tão marginalizada população trans, cujos direitos costumam ser violados sem condições de igualdade para defesa.

Como vereadora, ela promete usar o espaço da Câmara justamente para dar mais voz às pautas das minorias, tantas vezes renegadas em troca de voto de conservadores e religiosos.

À revista Forum, ela afirmou: “Eu espero é dar visibilidade à pauta das mulheres, vamos assumir na semana do Dia Internacional da Mulher. Haverá uma série de atividades. Também pretendo dar visibilidade para a pauta LGBT e à afirmação da identidade de mulher trans”.


Veja também:


Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).