Porto Alegre recebeu nessa quarta-feira (7) o primeiro ambulatório para atendimento de homens e mulheres trans e travestis. O Ambulatório T fica no 2º andar do Centro de Saúde Modelo e será atendido por dois médicos residentes e um grupo formado por assistentes sociais, enfermeiros, farmacêuticos, médicos sanitaristas e biomédicos.

A assessora técnica da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), Simone Ávila, explicou ao G1 que “a expectativa inicial é oferecer 80 atendimentos mensais”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O local disponibilizará consultas, exames, hormonização, acolhimento, roda de conversa e encaminhamento para atendimento psicoterapêutico e para cirurgia de redesignação sexual ou adequações corporais do Programa Transdisciplinar de Identidade de Gênero (Protig) do Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

O coordenador-geral do grupo SOMOS – Comunicação, Saúde e Sexualidade, o psicólogo Vincent Goulart, disse que a iniciativa é “humanizadora”.

“É comum uma pessoa trans ou travestis serem barradas na porta de um serviço, passarem por humilhações e outras situações de violência pelos próprios profissionais”, apontou. “O ideal é que um ambulatório não fosse necessário e que todos os outros serviços pudessem dar conta destas demandas. Este serviço assume uma perspectiva de ouvir a pessoa e suas necessidades”, destacou.

VEJA TAMBÉM:  Transexual ganha processo contra hospital que a identificou como homem

Para Vinicius Vicari, médico da Secretaria de Saúde de Porto Alegre, conceder esse tipo de serviço promove “a equidade que essas pessoas necessitam”.

“As pessoas trans enfrentam várias barreiras até chegar no serviço de saúde, desde o desrespeito ao nome social ao não-reconhecimento do gênero auto atribuído. Pensar em um serviço de atendimento especial visa promover a equidade que essas pessoas necessitam”, disse Vicari.

O Ambulatório T funcionará todas as quartas-feiras, das 17h30 às 21h30, para moradores da capital do Rio Grande do Sul. O agendamento das consultas poderá ser feito através do WhatsApp, pelo número (51) 9938-3572.