Nós LGBTs sabemos do perigo que representa dar palco para conservadores bizarros. Inclusive, experimentamos muito disso atualmente na política brasileira com Bolsonaro, Damares Alves e cia limitada. (Não dá pra NÃO falar de quem ESTÁ no poder, ok? Aí temos sim que nomear, criticar e expor os podres mesmo até pra alertar a população. Não resta o que fazer se já estão lá! Mas podemos evitar que cheguem lá, leia abaixo.).

Isso quando essa gente justificadamente mal quista por LGBTs, além de debochar da nossa existência, se aproveita da popularidade que ganha entre os LGBTfóbicos tendo seu nome divulgado, pra ter voto dos ignorantes conservadores, pra depois se eleger e ficar mamando nas tetas do governo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Vamos evitar isso? Pois bem. Em uma iniciativa louvável, o portal Mixturando divulgou uma nota em suas redes sociais afirmando que não veiculará mais nenhuma notícia sobre um maquiador famoso, que desde as eleições vem se projetando desmerecendo a causa LGBT, dando close errado atrás de close errado (como em falas onde diz que “homofobia é mimimi”, que “gay quer direito pra dar o c*”, tirando sarro de Pabllo Vittar, defendendo homofóbicos, etc).

VEJA TAMBÉM:  Miss Universo se desculpa após dizer que “queria um filho gay”

“A diretoria do Mixturando em reunião realizada nesta noite decidiu que NENHUMA notícia ou nota sobre o maquiador ‘famoso’ será publicada de hoje em diante”, diz a nota do portal. E uma campanha na qual o Põe Na Roda já está fazendo parte a partir de hoje e aproveita para convidar outros portais LGBTs brasileiros: Observatório, A Capa, Pheeno, Superpride, Hornet,  e por aí vai. VAMOS? É a gente parar de falar que a pessoa some!

Apesar de gerar muita audiência pela justa revolta e indignação que geram nos comentários e em compartilhamentos nas redes sociais, o ibope à estas figuras é um tiro no pé de nós mesmos. Melhor é deixarmos no limbo que correr riscos maiores no futuro. 

VEJA TAMBÉM:  Pizza Hut se desculpa no Twitter após acusação de transfobia

Até porque, quanto menos FALARMOS, VEICULARMOS e NOS INCOMODARMOS com o nome da criatura, mais no esquecimento ela fica. E aí adivinhem: conservadores vão jogar esta figura pra escanteioem 1 minuto, uma vez que ela só serve pra que eles possam continuar em suas homofobias veladas usando essas pessoas pra atacarem a comunidade LGBT (junto delas quando dizem absurdos como citados acima) e ainda depois dizerem que “não são homofóbicos, afinal tem até esse amigo a quem respeitam muito!”.

Aliás, esta é uma falácia comum entre essas pessoas. Usar exemplos como Clodovil, esta figura inomeável ou outras personalidades cheias de homofobia internalizada e que fazem pouco dos Direitos LGBTs e da luta de quem não teve a mesma facilidade ou condição social do que eles, pra tentar se livrar do rótulo de homofóbicos.

Como diz a nota do portal Mixturando, é uma iniciativa por respeito a própria comunidade LGBT: ‘”Em respeito a própria comunidade LGBTQi+ e ao quanto essa pessoa é nociva e quer aparecer a todo custo”.

VEJA TAMBÉM:  Damares diz que LGBTs querem incentivar masturbação em crianças; assista

Portanto, se virem por aí notas sobre a pessoa, não cliquem, não repercutam, não compartilhem. APENAS AVISEM ao portal que está veiculando a notícia E/OU AS MARCAS que estão patrocinando e dando biscoito, o seu repúdio e desserviço que está prestando à comunidade LGBT.


Estamos combinados?

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).