Não é só no Brasil sendo político do PSL que conservadores passam vergonha e espalham notícias falsas afim de aumentar o ódio da população à grupos minoritários.

Conservadores americanos do partido dos republicanos estão agora culpando pelos recentes atentados nos Estados Unidos, pessoas LGBTs e os vídeo games.

No último final de semana, ocorreram tiroteios em massa em um supermercado Walmart em El Paso, no estado do Texas, e um bar em Dayton, Ohio, deixando pelo menos 29 pessoas  mortas.

Em Ohio, a deputada estadual republicana Candice Keller (R) se apressou em postar em sua página no Facebook que “os liberais começam o jogo da culpa” depois dos tiroteios, colocando a culpa em LGBTs e nos vídeo games.

Citando o “colapso da tradicional família americana” como causa para os massacres, Keller ainda apontou o dedo para “defensores transgênero, casamento homossexual e drag queen” e “a cultura, que ignora totalmente a importância de Deus e da igreja”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em suas sandices, ela também culpou “falta de pai” porque é “um assunto que ninguém discute ou acredita ser relevante”.

Em última análise, Keller concordou com o raciocínio do atirador de El Paso para matar pelo menos 20 pessoas. Ela citou ironicamente “fronteiras abertas” em sua lista de culpas do tiroteio, em um discurso raso e discriminatório.

Embora os republicanos em geral tenham evitado discursos tão desequilibrados para manter a culpa do racismo e da falta de controle de armas, muitos ainda culparam os videogames.

O tenente governador texano Dan Patrick (R), feroz opositor da igualdade LGBTQ, disse em uma entrevista à Fox & Friends na manhã de ontem: “Por quanto tempo vamos ignorar a indústria de videogames?”

“Neste manifesto que acreditamos ser do atirador, ele fala sobre viver sua fantasia de super soldado em Call of Duty. Sabemos que a indústria de videogames é maior que a indústria cinematográfica e musical combinada”, afirmou.

“Este talvez seja um videogame demoníaco e maligno”, continuou Patrick. O líder da minoria da Casa, Kevin McCarthy (R), também aparecendo na Fox & Friends, culpou os videogames também pelos tiroteios.

A mídia observa que a única referência a Call of Duty no chamado “manifesto” discordava de fato com parte do videogame, enquanto a maior parte era simplesmente de retórica racista e discriminatória sobre o povo hispânico mesmo.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).