O candidato a uma vaga no Parlamento Escocês, Peter Tait, relacionou a pandemia da Covid-19 com uniões homoafetivas. Em entrevista Shetland Times, o político se colocou como um candidato ” anti-gay ” e e declarou que o avanço da pandemia do Covid-19 pode estar relacionado ao aumento de casamentos homoafetivos ao redor do mundo.

“Represento da melhor forma que posso as coisas que Deus gostaria que eu representasse”, declarou Tait. Ele disse ainda que não se importa se seus argumentos serão questionados por outras pessoas. Em 2019, o candidato homofóbico ameaçou transformar a Escócia em uma monarquia caso fosse eleito, mas conquistou apenas 31 votos.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Político conservador relaciona Covid-19 com casamento homoafetivo
Político conservador relaciona Covid-19 com casamento homoafetivo

Peter Tait é representante do arquipélago de Shetland. O candidato não tem partido político e prega conceitos religiosos e tradicionais. As eleições para o Parlamento Escocês acontecem no próximo dia 06 e deve escolher 129 representantes. O político têm recebido uma enxurrada de críticas nas redes sociais.

VEJA TAMBÉM:  Homofóbico surta e joga bandeira do orgulho no rosto de funcionário (vídeo)

Candidatos da oposição atacaram as declarações de Tait. Martin Kerr, candidato do Partido Trabalhista Escocês, repreendeu as declarações e afirmou que seu partido é favorável e apoia os direitos da comunidade LGBTQIA+.