O político britânico, um parlamentar trabalhista, Luke Pollard está enfrentando ataques homofóbicos nas redes sociais depois de postar uma foto sua com o namorado para marcar o Dia dos Namorados (14 de fevereiro em todo o mundo, menos no Brasil).

O parlamentar assumidamente gay de Plymouth Sutton e Devonport, foi às redes sociais no domingo para postar uma selfie com seu parceiro. Ele escreveu: “Feliz Dia dos Namorados para meu adorável namorado! X”.

A postagem atraiu dezenas de respostas homofóbicas de extrema direita focadas em uma aparente “diferença de idade” entre Pollard, 40, e seu namorado, que parece estar na casa dos 20 anos. Um comentário disse que Pollard faz o “trabalho sujo”, enquanto outro dizia: “Ele parece ter 12 anos, você deveria ser preso”.

Felizmente, muitas pessoas inundaram o post com mensagens de apoio ao político britânico e seu parceiro, com muitos chamando a atenção para a homofobia velada e enfatizando que não há absolutamente nada de estranho em um relacionamento entre dois adultos consentidos.

A crítica da “diferença de idade” costuma ser dirigida a gays para perpetuar ideias homofóbicas, com muitas respostas observando que o primeiro-ministro Boris Johnson, 56, nunca enfrentou abuso semelhante por causa de sua noiva de 32 anos, Carrie Symonds.

Um usuário do Twitter escreveu: “Os comentários sob esta foto realmente sugerem que este país não progrediu muito desde os anos 80. Homens gays não deveriam ter que lidar com isso”, outra resposta brincou: “Amo todas as pessoas heterossexuais respondendo chocado que nem todo mundo se estabelece com a primeira pessoa chata que eles namoram”.

Até agora o político britânico não respondeu publicamente nenhum dos abusos. O deputado trabalhista Luke Pollard tem sido repetidamente alvo de homofóbicos, antes da eleição de 2019, na qual Luke Pollard enfrentou um desafio da notoriamente anti-LGBT+ Ann Widdecombe, o escritório do candidato foi repetidamente vandalizado com pichações homofóbicas.

“Isso faz você se sentir exasperado, realmente. É horrível quando você está sendo alvo por causa de quem você se apaixona, em vez de ser examinado pelo que está realmente em suas políticas ”, disse o político britânico à PinkNews na época.