A Decradi, Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância do Rio de Janeiro, recebeu na última terça-feira (5) um treinamento da ONG Amizade Rio LGBT para saberem lidar melhor com a população de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros.

A capacitação faz parte do programa Rio Sem Homofobia da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos.

Embora todas as delegacias possam atender crimes relativos a racismo ou LGBTFobia, o Decradi é especializado nisso e foi criado principalmente por ainda existir muita ignorância na área da segurança pública quanto a estas questões específicas que infelizmente motivam muitos crimes por discriminação no país.

O delegado do Decradi, Gilbert Stivanello, falou sobre a iniciativa: “Estamos lidando com populações que já chegam aqui vulnerabilizadas. Precisamos que na delegacia, este cidadão não se sinta ainda mais discriminado ou maltratado, mas sim acolhido”.

No treinamento, policiais aprenderam termos como identidade de gênero, orientação sexual, como tratar corretamente travestis, homens trans e mulheres trans, e ainda, de que forma a homofobia e transfobia motivam estes crimes de ódio.



Aproveite e assista:



Em 2018, o programa Rio Sem Homofobia atendeu 213 vítimas de discriminação por LGBTFobia na cidade do Rio. Os casos envolvem agressões verbais e físicas, além de discriminações e ameaças de homicídio em locais como escola, trabalho, órgãos públicos e redes sociais.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).