Uma engenheira de gênero fluido ganhou £180.000 (valor em libras esterlinas) em caso histórico por conta de discriminação de gênero contra a Jaguar Land Rover. Segundo o GSN, Rose Taylor moveu ações contra a empresa afirmando que sofreu assédio, discriminação por causa de sua mudança de gênero e bullying no local de trabalho, bem como falta de apoio profissional.

Taylor é a primeira cidadã do Reino Unido com fluidez de gênero a ganhar um caso de discriminação com base em redesignação de gênero. Ela, que se identifica como mulher e usa pronomes femininos, trabalhou como engenheira para JLR em Warwickshire por quase 20 anos. Taylor começou a se identificar como gênero fluido em 2017 e anteriormente se identificado como homem.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em 2018, Taylor se demitiu de seu cargo na JLR e levou a empresa a um tribunal argumentando que ela havia sofrido assédio sexual e discriminação no local de trabalho com base em sua mudança de gênero e orientação sexual.

VEJA TAMBÉM:  Frota é condenado a pagar R$ 295 mil por espalhar fake news de que Jean Wyllys seria pedófilo

Após a audiência, o advogado de Taylor, Robin White, apresentou uma declaração sobre o sucesso do tribunal: “O reclamante está muito satisfeito e também com o fato de que o caso pode fazer a diferença no futuro. Esperançosamente, isso significará que outras pessoas não sofrerão dificuldades no local de trabalho como ela”.

De acordo com a BBC, o diretor executivo de RH da JLR pediu desculpas à Taylor pelas “experiências que teve durante seu trabalho conosco”. Posteriormente, ele continuou, dizendo: “Continuamos nos esforçando para melhorar nesta área e respeitamos o resultado do caso.

“A Jaguar Land Rover não tolera discriminação de qualquer tipo. Estamos comprometidos em criar um ambiente onde todos possam florescer, onde nossos funcionários se sintam ouvidos, compreendidos, apoiados e valorizados igualmente”.

O que é gênero fluido

Entende-se que um indivíduo é de gênero fluido quando não identificado com uma única identidade de gênero, mas flui entre vários, ou muda de tempos em tempos. Geralmente a fluidez, fluência ou fluxo se manifesta como uma transição entre homem e mulher ou nenhum dos binários.

VEJA TAMBÉM:  Cliente chamado de “bicha” ganha R$ 30 mil de indenização do Carrefour

As pessoas gênero-fluídas podem sentir a mudança de identidade a longo ou em curto prazo, entre anos, meses, dias etc. Também é um termo usado em sinonímia a genderqueer (não-binárie). A fluidez de gênero pode denotar uma expressão de gênero que seja fluída, mas não se aplica a todos os casos. Também usa-se a palavra genderfluid, em inglês, como empréstimo léxico, assim como genderqueer.