A cidade de Bangalore, situada no Sul da Índia, realizará no próximo mês a primeira feira de empregos para pessoas LGBTQ+ do país.

O Pride Circle, organizadora do evento, espera que mais de 50 empresas ofereçam empregos nas áreas de Tecnologia Informação, Administração e Serviços Gerais.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Embora a Índia tenha descriminalizado a homossexualidade em uma decisão judicial histórica, a comunidade ainda enfrenta uma série de desafios.

O co-fundador do Pride Cirlce, Srini Ramaswamy, disse ao The Hindu que a feira foi lançada porque as empresas pouco fizeram para receber pessoas LGBTQ+, mesmo após decisão judicial.

“As empresas saíram com suas logos em apoio, e houve alguns bons passos em que alguns da comunidade trans foram contratados para trabalhos de recepção e administração. Mas não houve esforço para criar um processo de contratação. Queremos criar um apetite para contratar membros da comunidade e garantir um ambiente de trabalho propício para eles”, explicou.

VEJA TAMBÉM:  Paquistanesa e indiana se casam mesmo sendo de culturas onde casamento gay é proibido

A programação do evento inclui uma conferência de um dia, com palestrantes renomados e estandes de empresas que apoiam a causa.

A primeira feira de empregos para a comunidade LGBTQ+ acontecerá no dia 12 de julho, no Hotel Lalit Ashok. Os interessados não precisarão pagar para ter acesso ao local, mas deverão realizar uma inscrição antes.