Paulo Gustavo está internado por conta de complicações da covid-19 desde o dia 13 de março, em um hospital na zona sul do Rio de Janeiro. Entre quadros de melhora e piora, o humorista encontra-se estável, porem, ainda crítico. Inúmero artistas e fãs se pronunciam diariamente nas redes sociais em prol da recuperação do artista.

Entretanto, nem todo mundo tem amor ao próximo e um pastor acabou viralizando de forma negativa recentemente por declarar “orar” pela morte de Paulo Gustavo. Entidades LGBTQI+ se mobilizaram com o intuito de entrar com um processo contra o pastor.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, publicou o pastor em suas redes sociais

Publicação de pastor homofóbico
Publicação de pastor homofóbico (Foto: Reprodução)

“É urgente que crimes como estes, motivados por homofobia, sejam enquadrados da tipificação da LGBTfobia , na lei de combate ao racismo de n. 7.716/2018, e que punições mais rigorosas e severas sejam tomadas  contra condutas homofóbicas e atos discriminatórios como o em questão”, diz nota assinada pelas principais entidades de defesa dos direitos de LGBTs.

VEJA TAMBÉM:  Homofóbico agride casal na porta de restaurante no Rio Grande do Sul

“A pandemia que ainda segue em curso transformou o caráter de alguns e revelou o verdadeiro caráter de outros, fazendo com que pudéssemos separar o joio do trigo e sem nenhuma sombra de dúvidas fossemos capazes de compreender melhor o outro”, diz o texto assinado pelo ativista Toni Reis, líder da Aliança LGBT+. O texto de repúdio ao pastor também tem apoio de lideranças evangélicas.