O pastor evangélico Filipe Scarcella, que vive em Fortaleza, apresentava em um post de suas redes sociais o trabalho de sua igreja, considerada inclusiva por acolher fiéis LGBTs.

Foi quando um empresário invadiu seus posts para encher de xingamentos e comentários preconceituosos e homofóbicos nas publicações do pastor.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“LGBT foi criada pelo diabo para tentar destruir a família. Tentas fazer uma experiência colocando numa ilha 100 casais gays. Em 80 anos, não haverá uma só pessoa, pois homem com homem e mulher com mulher, não cria nada”, escreveu o homem, que assina como pastor e formado em Direito, além de outras áreas de conhecimento. 

Pastor foi alvo de homofobia
Uma das mensagens de teor homofóbico enviadas ao pastor.
A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé
Pastor Felipe em um de seus cultos que acolhe fiéis LGBTs.

E não parou por aí. Segundo Felipe, os comentários continuaram: “Não satisfeito ele veio no meu inbox fazer as mesmas ameaças e destilar todo o seu ódio e preconceito contra nós. Logo depois seguiu a página oficial da nossa comunidade. Diante disso, achei prudente realizar um boletim de ocorrência e abrir um inquérito no âmbito cível e criminal contra essa pessoa”.

VEJA TAMBÉM:  Funcionário de pizzaria xinga cliente de “bicha” e vídeo viraliza

Lembrando que LGBTfobia é crime no Brasil, Felipe acabou fazendo um boletim de ocorrência contra o empresário e estuda processá-lo.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).