O Youtube anunciou a exclusão da conto do pastor nigeriano T.B. Joshua, conhecido por defender a prática da “cura gay”. O religioso é um dos mais influentes do continente africano e têm políticos e pessoas influentes entre seus seguidores. As informações são do G1.

O Youtube tomou a decisão após uma série de denúncias realizada por uma entidade defensora dos direitos humanos. Nos vídeos denunciados, o pastor aparecia fazendo orações para “curar gays“. O Facebook também chegou a excluir um post em que uma moça parece sendo estapeada para que T.B Joshua expulsasse o “espirito demoníaco” de seu corpo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Youtube exclui conta de pastor que defendia "cura gay"
Youtube exclui conta de pastor que defendia “cura gay” (Foto: Reprodução / Facebook)

“Há um espírito perturbando você. Ela se transplantou para você. É o espírito da mulher”, diz o pasto no vídeo alvo das denúncias. A rede social afirmou que o canal foi bloqueado pois  “proíbe conteúdo que alega que alguém está mentalmente doente, enfermo ou inferior por causa de sua participação em um grupo protegido, incluindo orientação sexual”.