Os planos para uma Parada Hetéro em uma cidade da Califórnia acabaram de ir por água abaixo graças ao trabalho de pessoas sensatas.

Na última sexta-feira (09), o conselho municipal de Modesto vetou o pedido de um grupo chamado “National Straight Pride Coalition” (Aliança Nacional do Orgulho Hétero) para realizar uma manifestação no dia 24 de agosto.

Em um comunicado oficial, o conselho revelou que o certificado de seguro de responsabilidade civil para o evento foi anulado. Sem isso, o grupo não conseguirá alugar espaços públicos da cidade, como parques por exemplo, para a realização do evento, já que esse certificado é um requisito básico padrão para esse tipo de procedimento.

A decisão foi comemorada por ativistas que acreditam que os organizadores do evento tem ligações com grupos de supremacistas brancos. Durante uma das reuniões do conselho da cidade, Grundmann, um dos líderes da “Parada Hétero“, chegou a dizer que eles eram apenas “um grupo racista pacífico“.

Curiosamente, boa parte dos esforços para que o evento não fosse realizado veio de Matthew Mason, filho gay da organizadora da Parada Hétero, Mylinda Mason.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Mylinda, já chegou até mesmo a culpar Matthew por seu relacionamento ruim.

O site da “National Straight Pride Coalition” diz que o grupo está em “guerra” com a comunidade LGBT afirmando que “eles (comunidade LGBT) tem o propósito de estabelecer seu próprio sistema de crenças instaurando o Humanismo Satânico como o paradigma cultural e social dominante, desejando assim a destruição total do cristianismo“.