Na última semana, o Papa Francisco deu mais uma lição de como a religião pode ser inclusiva e tolerante. De acordo com informação da agência Reuters, o líder da igreja católica teve um encontro com James Martin, padre jesuíta norte-americano proeminente que foi atacado diversas vezes por católicos e veículos de mídia conservadores por promover o acolhimento de LGBTs.

Ainda segundo a informação, o encontro foi para demostrar apoio a Martin de forma enfática. Para quem não conhece a história de apoio do padre à comunidade LGBT, ele é autor do livro “Construindo uma Ponte: Como a Igreja Católica e a Comunidade LGBT Podem Iniciar um Relacionamento de Respeito, Compaixão e Sensibilidade”.

Por meio de sua conta no Twitter, Martin contou um pouco do encontro com o Papa. “Compartilhei com ele [o papa] as alegrias e esperanças e as tristezas e ansiedades dos católicos LGBT e das pessoas LGBT de todo o mundo. Fiquei muito grato de me encontrar com este pastor maravilhoso”, escreveu em um post.