O reino extremamente conservador e que fica no sudeste da Ásia, Brunei, acaba de aprovar uma lei que estabelece novas penas para determinados crimes.

Em um país onde o álcool é proibido e o roubo é punido com amputação do pé ou mão do infrator, agora a homossexualidade e adultério – tidos como ilegais neste país – tiveram estabelecidos como pena o apedrejamento até a morte.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Brunei tem uma população de 428 mil habitantes sendo dois terços muçulmanos. Nos últimos anos, o país adotou uma forma mais conservadora do islamismo, a Sharia. O sistema prevê castigos físicos e penas de morte para os quem contrariar a lei.

O extremo conservadorismo e intolerância deste país tem motivado recentes represálias e ameaças da comunidade internacional e líderes dos Direitos Humanos. Mediante a isso, o país chegou a se comprometer a não implementar totalmente a sharia, ainda que até agora, nada tenha sido feito em relação a nova pena pelo “crime” da homossexualidade.

VEJA TAMBÉM:  SUS faz primeira cirurgia de retirada de seios em homem trans do Ceará
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).