No Alabama, nos Estados Unidos, um homem cuja identidade é mantida sob sigilo da justiça, foi condenado por ficar provado que obrigou seu filho de 11 anos de idade a fazer sexo com a sua madrasta. E a justificativa torna o ato ainda mais absurdo: perante a justiça o homem alegou que fez isso pelo medo do filho ser gay.

Conforme apurou a justiça, a desconfiança e absusos começaram quando o pai avistou o filho brincando com um amigo apenas de cueca uma vez. Isso fez sua mente doentia imaginar que poderia existir algo mais entre eles além da amizade.

Foi então que começou o absurdo: “Ele decidiu obrigar o filho a assistir e filmar uma cena de sexo com a madrasta e em seguida deu ordens para que ele fizesse o mesmo”, relatou o promotor de justiça ao tribunal.

Atualmente o garoto faz tratamento psicológico e tanto o pai quanto a madrasta foram condenados pela justiça e se encontram presos.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).