O padre Travis Clark, de 37 anos, foi preso em Nova Orleans, nos Estados Unidos, acusado de ter cometido atos obscenos na igreja que comandava. De acordo com o The Sun US, uma testemunha não identificada viu Mindy Dixon, 41, e Melissa Cheng, 23, transando com Clark, que estava seminu.

Todos os três foram presos e autuados com obscenidade na semana passada. Cada um pode pegar até três anos de prisão se for condenado. De acordo com documentos judiciais apresentados pela Polícia do Rio das Pérolas, o incidente ocorreu por volta das 23h do dia 30 de setembro.

Dixon, uma atriz de cinema adulto, e Cheng estavam usando saltos altos e espartilhos enquanto Clark manuseava brinquedos sexuais. O delator estaria passando em frente à igreja, mas estranhou as luzes acesas. Ao entrar, ele teria visto o religioso transando com o casal.

Padre Travis Clark
Padre Travis Clark – imagem The Sun US

A testemunha usou um telefone celular para registrar a visão inesperada antes de contatar a polícia do Rio das Pérolas. Dixon, Cheng e Clark estavam tendo relações sexuais NO ALTAR enquanto uma câmera e um celular pareciam estar gravando o ato, informou a WWLTV.

Quando a polícia respondeu à cena, eles olharam a filmagem e prenderam o trio. “Atos obscenos ocorreram no altar, que é claramente visível da rua”, disse a polícia. O padre e as duas mulheres.

Conforme a polícia, Mindy Dixon, que é uma atriz de filmes erótico, havia anunciado um dia antes do ocorrido, pelas redes sociais, que estava a caminho de Nova Orleans para “profanar uma casa de Deus”.

Padre e o sexo “proibido”

Em julho desse ano, O reverendo Francis Hughes da igreja St Pancras em Nova York foi preso pelo FBI por mandar textos explícitos e fotos para um menino de 15 anos no Grindr. Ele foi acusado de iniciar o relacionamento com o adolescente em fevereiro. O padre, de 65 anos, sabia que o garoto era menor de idade.