Como bem sabemos, alguns “religiosos” acabam confundindo as estações e usam da fé para fazer julgamentos ou comentários indevidos. Será que nestes casos não conseguem diferenciar Bíblia de Constituição?

Pois bem, nesta semana, o padre Luiz Augusto resolveu usar suas redes sociais para mandar uma suposta indireta que, pelo visto, foi direcionada ao jornalista Matheus Ribeiro, gay assumido, apresentador do Jornal Anhanguera 2ª Edição, de Goiás, que irá apresentar o Jornal Nacional no dia 9 de novembro.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“O mundo está virado mesmo, mas isto já é demais”, escreveu o Padre, ao compartilhar uma imagem em ilustração de dois homens se beijando, em um cenário que parece uma redação de telejornal. No texto, ele ainda usou um trecho da Bíblia para ilustrar ainda mais sua postagem que gerou vários comentários preconceituosos e intolerantes.

VEJA TAMBÉM:  Padre é afastado após dar like em post de amigo que celebrava casamento gay

Bom, pelo visto, alguém precisa avisar o Padre que religião é baseada em fé, portanto, Bíblia não é Constituição, logo, é meio incoerente ele ilustrar com um trecho bíblico o que ele acha que “está demais”. Afinal, o Estado é laico e lgbtfobia é crime. Ah, mais uma coisa: não vamos dar biscoitos ao senhor compartilhando sua postagem nem sua foto. Amém!