A edição atual do Big Brother Brasil tem sido um show de ignorância, racismo e homofobia por parte dos brothers da edição atual.

Em conversa com os participantes Paula e Hariany, Diego acabou fazendo afirmações lamentáveis e mostrando toda sua homofobia internalizada.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Estavam os três conversando, quando Paula disse: “Se eu ganhasse o anjo eu daria o monstro para Tereza e pro Rodrigo, eles combinam muito” e então Diego perguntou: “Será que eles não podem se pegar aí dentro?”.

Nisso, as duas riram e Hariany revelou achar que Rodrigo era gay, ao que Paula confirmou: “É sim! ele se chama de ela!”. Foi aí que Diego disse: ”Tudo bem, mas ele não se autodeclara, né? Acho massa isso, ele é todo respeitoso”.

Então Diego continuou sua fala no maior close errado ao estilo “tudo bem ser gay, MAS…”, ao dizer: “Não sou preconceituoso. O que não gosto é do cara gay chato, escandaloso. Pouco importa quem ele é, mas as pessoas que querem aparecer na frente dos outros, daí não tenho paciência!”.

VEJA TAMBÉM:  “Ninguém me dá emprego!”, desabafa Maria Clara Spinelli sobre situação de atores trans

Claro, porque só tem gay que gosta de aparecer, né? Não tem hétero? Falasse que “não gosto de gente que gosta de aparecer”, a fala até poderia ser tolerada, Diego. Agora, se o problema é só com “gay escandaloso” ou a frase tem um “MAS” (ex: Gosto de gay, MAS…), tem preconceito.

A realidade é que, traduzindo, Diego quis dizer: “Gosto de gay desde que seja o discreto que tem comportamento heteronormativo”.

Já pode aproveitar que o embuste tá no paredão e votar pra ele sair, né?Clique aqui e vote!

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).