Provando que dá pra fazer humor inteligente, com qualidade e sem humilhar as pessoas, o comediante Fábio Porchat falou sua visão sobre o assunto em entrevista à revista Quem.

Segundo o humorista, não é possível censurar o humor, mas existem ressalvas e limites sim: “Vai do bom senso. Você não pode incitar ódio, violência, inventar coisas sobre uma pessoa… Estes são os limites e estamos aprendendo a lidar com eles”.

Fábio ainda lembrou da importância de se atualizar em relação ao seu tempo, afinal, o que era permitido e engraçado dez anos atrás, pode não ser hoje e isso faz parte da própria evolução humana:

“As pessoas falam ‘Ah, mas não pode mais contar piada de gordo?’. Pode, mas não do jeito que se fazia antigamente. Não dá pra diminuir e humilhar pessoas mais. Não dá pra fazer um gay virar chacota só por ser gay!”, explicou.

Quanta diferença em relação a outros humoristas que chegam até a serem processados e condenados por confundirem seu (incrível, ou que deveria ser!) ofício com “ofensa gratuita”, né?

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).