Um dos Estados que pode ser decisivo para a vitória de Joe Biden à presidência do país, Nevada, se tornou o primeiro estado dos Estados Unidos a garantir o direito ao casamento homoafetivo em 2002. Isso aconteceu mais de 10 anos antes do direito ser garantido em todo país.

Famoso por celebrar casamentos em Las Vegas, em Nevada aconteceu a decisão que estabeleceu pela primeira vez que o casamento deixasse de ser definido como apenas a junção entre homem e mulher, também proibindo que juízes se negassem a recusar celebrar a união.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Las Vegas Pride - Parada LGBT de Nevada acontece à noite (Foto: Reprodução / GayTravel4u)
Las Vegas Pride – Parada LGBT de Nevada acontece à noite (Foto: Reprodução / GayTravel4u)

Na época, 61% da população do Estado apoiava a medida que acabou se tornando uma lei nacional somente em 2015, quando os Estados Unidos finalmente garantiram o casamento homoafetivo como um direito em todo país. Hoje nem parece muito, mas para a época era um resultado extremamente progressista e positivo, quando maior parte do restante do país se dizia contra a permissão do casamento gay.

VEJA TAMBÉM:  EUA lançam plano pra tornar homossexualidade legal nos 70 países onde ainda é crime

Nevada agora se torna um dos decisivos para a derrota do presidente Donald Trump e eleição do democrata Joe Biden em seu lugar. É um fato simbólico em se tratando de uma disputa ao poder por um presidente assumidamente LGBTfóbico, que proibiu pessoas trans de estarem nas forças armadas do país e defende que empresas possam demitir funcionários LGBTs com base em uma suposta “liberdade religiosa”, que nada mais significa senão “liberdade para discriminar”.

Nevada é um Estado famoso por ser onde fica Las Vegas, a capital do entretenimento no mundo. Veja aqui como acontece a Parada LGBT – durante a noite devido ao clima de deserto durante o dia – por lá.

E conheça muito mais de Turismo LGBT em Las Vegas no vídeo abaixo:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).