O cantor Nego do Borel bem que tentou ousar no visual nas gravações do novo clipe “Me Solta”, que aconteceu na comunidade do Morro do Borel, no Rio de Janeiro, na última quarta-feira (20).

Com visual caprichado com direito a shortinho jeans, top vermelho, brincos e batom, o cantor certamente esperava lacrar com o visual e tinha tudo pra isso, afinal, questionar estereótipos é sempre um bom caminho.


Assista também:


Acontece que a Internet nada esquece, e logo em seguida da divulgação das fotos do cantor tentando lacrar na montação, internautas lembraram seu apoio ao candidato a presidência declaradamente homofóbico, Jair Bolsonaro.

Será que Borel sabe que certamente, se Bolsonaro o visse assim, descia porrada pra ver se vira homem? Não é a gente que tá sugerindo, mas lembrando o que o próprio presidenciável já sugeriu como atitude ao ser perguntado sobre como reagiria se tivesse um filho que demonstrasse tendências homossexuais… É importante lembrar, né?

No Twitter, há centenas de mensagens expondo o que muitos internautas consideraram ser pura hipocrisia do cantor: usar um visual que brinca e questiona com a questão do gênero e tenta conquistar um “lacre”, enquanto dá apoio público a um candidato notavelmente retrógrado, conservador e preconceituoso. Aliás não só como LGBTs, mas negros também, viu Borel? Seu candidato recentemente foi denunciado por crime de racismo pela Procuradoria Geral da União. Busque se informar.

O post abaixo por exemplo expondo Borel e lembrando seu apoio ao deputado homofóbico conta com mais de 4.800 retweets e 11 mil likes:

QUE TIRO… pela culatra, hein Borel?

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).