Uma mulher trans foi agredida com um pedaço de madeira em Jundiaí, interior de São Paulo.  Na última quinta-feira (25), Alicia teria saído de casa para pagar umas contas no centro da cidade quando um carro ocupado por duas mulheres se aproximou, elas pediram para Alícia tomar cuidado. Ao olhar para trás, ela avistou um homem com um pedaço de madeira vindo em sua direção.

Segundo informações da Ponte Jornalismo, a mulher não quis conversar com a reportagem por medo de ser identificada. A presidente do Cais  (Centro de Apoio e Inclusão Social de Travestis e Transexuais), Samy Fortes, confirmou a denúncia.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Mulher trans é agredida a pauladas e sofre transfobia de PM que registrou B.O: "traveco"
Mulher trans é agredida a pauladas e sofre transfobia de PM que registrou B.O: “traveco” (Foto: Divulgação/Cais)

“Ela saiu para pagar algumas contas no centro, e quando estava voltando para casa parou para atender o seu telefone. Enquanto parou, um Ford Ká branco se aproximou e duas mulheres que estavam no carro avisaram para ela tomar cuidado. Ela se assustou e olhou para trás para ver o que estava acontecendo, e viu um homem com pedaço de madeira vindo na direção dela”

VEJA TAMBÉM:  PM expulsa soldado gay que denunciou homofobia e perseguição na corporação

A mulher trans foi agredida na cabeça e no ombro antes de conseguir se defender. Ela entrou em luta com o agressor e mobilizou o homem até a chegada da polícia. De acordo com Samy, quando a PM chegou, os policiais começaram a registrar a ocorrência, até que o celular de um deles tocou.

“O policial se afastou um pouco, mas deu para escutar ele falando que não era nada grave, somente um traveco que apanhou no centro”, diz a presidente do Cais. A reportagem da ponte procurou a Secretaria de Segurança Pública sobre o ocorrido, mas não obteve respostas até a publicação desta reportagem.