Uma mulher foi condenada a pagar uma indenização no valor de R$ 10.560 a um rapaz após atitude homofóbica. Na ocasião, ela usou o termo “viado” para se referir ao professor de inglês.

Segundo O Estado de Minas, durante uma reunião de condomínio, em Belo Horizonte (MG), a mulher levou seus dois cachorros e os colocou em uma cadeira.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

No entanto, a reunião tratava do assunto, uma vez que a aposentada passeava com os cães pelas áreas comuns do prédio, que atacavam alguns moradores do local.

Após a atitude debochada da mulher, o homem acabou chamando a polícia. Logo em seguida, no elevador, os cachorros da moradora avançaram no rapaz e em outra pessoa.

Foi aí que o professor pediu para que a moça retirasse os animais do local, mas ela rejeitou, lhe fazendo um geste obsceno e o chamando de “viado”.

Ao chegar no condomínio, a Polícia Militar ouviu as testemunhas que defenderam o rapaz e uma queixa-crime foi apresentada por ele, resultando em um processo criminal por injúria.

VEJA TAMBÉM:  Prefeitura de BH pode ter candidato bissexual e candidata travesti na disputa pela 1ª vez

Além da indenização, a aposentada foi condenada a um mês de detenção, com pena substituída pela prestação de serviços à comunidade.