A modelo trans, negra e gorda Jari Jones ganhou a internet ao compartilhar em seu perfil a campanha que estrelou para a Calvin Klein. O ensaio fotográfico que realizou para a marca foi colocado em um outdoor e Jari foi bater foto com a publicidade.

A ação publicitária é chamada de “Proud In My Calvin”, marcada pela participação de Pabllo Vittar e que valoriza a diversidade de belezas que a comunidade LGBTI+ possui.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

View this post on Instagram

There are moments that I heard about, that help you forget when the world told you “Never” !!! . . There are these moments I heard about about that help you heal when the society has tried to beat you down , over and over again. . . There are these very real moments that I heard about that help you feel affirmed even when you don’t see yourself. . . I’ve been searching my whole life for those moments, I got tired of looking for those moments. . . So I decided to create them. Not for me but for the next dreamer, outcast, queer, trans, disabled, fat, beautiful black, piece of starlight waiting for their moment to shine. . . It has been such an honor and pleasure to sit in my most authentic self and present imagery of a body that far to often has been demonized, harassed , made to feel ugly and unworthy and even killed. . . I present this image ,myself and all that my body stands for to my community and chosen family, in hope that they see themselves more clearly than ever and further realize that they are worthy of celebration , of compassion , of love and gratitude. . . – Thank you to @ryanmcginleystudios and the @calvinklein family for a collaboration that will hopefully be a symbol of hope and love during these moments. BLACK TRANS LIVES MATTER!! . . . . #calvinklein #blacklivesmatter #blacktranslivesmatter #transisbeautiful #queer #celebratemysize #actress #honormycurves #pride🌈 #bodydiversity #soho #effyourbeautystandards #curvygirl #curvemodel #influencer #billboard #plussize #plusmodel #influencer #plussizemodel #bodypositive #swimwear #campaign #newyork #melanin #model #ad #sponsored

A post shared by Jari Jones (@iamjarijones) on

Jari escreveu na publicação: “Ouvi falar que há momentos que ajudam você a esquecer quando o mundo lhe disse ‘Nunca’!!! Ouvi falar que há alguns momentos que ajudam a curar quando a sociedade tenta derrotá-lo várias vezes. Ouvi falar desses momentos muito reais que ajudam você a se afirmar mesmo quando não se vê. Eu tenho procurado a minha vida inteira por esses momentos, me cansei de procurá-los.”

“Então eu decidi criá-los. Não para mim, mas para o próximo sonhador, pária, esquisito, trans, deficiente, gordo, preto.”

“Foi uma honra e um prazer pousar no meu eu mais autêntico e nas imagens atuais de um corpo que, muitas vezes, foi demonizado, assediado, feito parecer feio, indigno e até morto”, relatou a modelo.

VEJA TAMBÉM:  Gay e pai da computação, Alan Turing é nomeado ícone do século 20 pela BBC

“Apresento esta imagem a mim mesma e a tudo o que meu corpo representa para minha comunidade e a família que escolhi, na esperança de que eles se vejam mais claramente e percebam que também são dignos de celebração, compaixão, amor e gratidão”, completou.