Após sexualizar crianças em seu programa, Silvio Santos será investigado pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em São Paulo e a Promotoria de Justiça de Osasco.

De acordo com a procuradora do MPT e coordenadora nacional de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Coordinfância), Ana Maria Vila Real, esse tipo de caso merece a atenção da sociedade porque “as crianças podem estar sujeitas à erotização e sexualização precoces, a situações adultas, a desgastes emocionais, constrangimentos e exposições”.

Para o coordenador da Assistência Clínica do Instituo de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), Táki Athanássios Cordás, a exposição inapropriada das crianças faz com que os casos de abuso sexual infantil aumentem.

“Quando a sexualização de uma criança aumenta, também cresce o risco de abuso sexual. Diferentes pesquisas têm relacionado concursos de beleza infantil e a sexualização de crianças, na sua maioria meninas, com o abuso sexual infantil”, apontou o psiquiatra.

Além disso, segundo Cordás, há também o risco de desenvolvimento de transtornos alimentares.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“É um modelo de beleza perverso porque aumenta a importância que a criança dá ao corpo e que está relacionado a anorexia e bulimia, controle obsessivo que já acompanhamos entre modelos adultas.”, afirmou.

A Promotoria de Justiça de Osasco também abriu investigações e requisitou informações à emissora. O caso está sob sigilo.

Procurado pela reportagem, o SBT disse que não irá se manifestar sobre o ocorrido.

Fonte: Veja São Paulo.