Engana-se quem acha que o novo governo do Brasil se limita a dizer que meninas devem vestir rosa e meninos azul, em suas claras intimações à diversidade.

Em mais uma demonstração de sua ignorância e descaso com a população LGBT, o Ministério da Saúde acaba de tirar do ar uma cartilha do próprio governo, lançada seis meses atrás, que trazia informações sobre saúde e sexualidade, voltada a população dos homens trans.

A retirada de circulação ocorreu um dia depois da posse do presidente Jair Bolsonaro. Perguntado pela imprensa, o Ministério da Saúde afirmou que a retirada foi atribuída à necessidade se fazer correções no material, mas também não especificou qual seria o erro do material que já circulava há seis meses, ou ainda, quando ele voltaria a estar disponível.


Assista também:


Uma das páginas do material mostra uma espécie de seringa invertida, batizada de “pump”, usada para aumentar o clitóris. Seu uso entretanto, divide opiniões, uma vez que pode aumentar o risco de traumas e lesões.

Representantes da equipe da pasta e que elaboraram o manual entretanto, defendem a abordagem do tema, já que a prática é uma realidade e a inclusão é feita como alerta para a necessidade de que sejam aplicadas apenas seringas descartáveis e com higienização adequada.

Perguntado pela equipe do Estado de São Paulo, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou ainda que caberá a sua equipe decidir se a cartilha voltará a ser exibida no site da pasta, em um claro descaso com a população LGBT.

Ainda assim, à quem interessar, a militante LGBT Maíra Reis colocou online o PDF do material, retirado do site do Ministério da saúde, para ser baixado quando você quiser. Clique aqui para ter a sua cópia.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).