Recentemente, a icônica série “Friends” completou 25 anos de existência.
A trama que mostra a vida de seis amigos vivendo em Nova York se tornou parte da cultura pop e é, até hoje, uma das mais populares do mundo.

Por ser fruto de uma década onde assuntos como LGBTfobia, misoginia e racismo não chegavam no grande público, é normal se sentir um pouco desconfortável re-assistindo os episódios que, vez ou outra, apresentavam alguma piada ou situação problemática.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O personagem Chandler, por exemplo, era alvo constante de “piadas” que questionavam sua sexualidade sempre de forma depreciativa nas primeiras temporadas da série.

E, segundo o livro “Generation Friends” (“Geração Friends”), escrito pelo historiador Saul Austerlitz, um episódio específico foi vetado pelo próprio Matthew Perry, interprete de Chandler, por ter uma trama extremamente homofóbica.

VEJA TAMBÉM:  Friends choca internautas com piadas homofóbicas, transfóbicas e misóginas, mas que eram normais na época

Nesse episódio que nunca chegou a ser rodado, Chandler começaria a frequentar um bar gay por conta de sanduíche de atum incrível servido no local. Seus amigos então o ridicularizariam durante todo o episódio por causa disso.

Ao ler o roteiro, o ator teria se recusado a participar do episódio e assim ele foi engavetado pela emissora.

Poucos dias antes do aniversário de “Friends“, uma das criadoras da série, Marta Kauffman, comentou sobre os episódios LGBTfóbicos, principalmente naqueles em que o pai de Chandler, que começa assumidamente gay na trama e depois se descobre uma mulher trans, aparece e claro, as constantes piadinhas lesbofóbicas envolvendo a ex-esposa de Ross.

Acho que não tínhamos conhecimento sobre pessoas trans naquela época, então, não usamos os termos adequados“, disse ela que também conta que se arrepende das cenas envolvendo piadas homofóbicas.

VEJA TAMBÉM:  Despedida emocionante de casal gay no programa de Astrid Fontenelle viraliza na web; assista

Toda vez que assisto a um episódio, há algo que eu gostaria de ter mudado“, revelou ela.