A marca australiana de roupas íntimas Bonds está sofrendo um boicote após apresentar um casal gay em sua nova campanha de Natal. As publicações no Instagram contam com inúmeros comentários homofóbicos.

Uma das fotos apresenta dois homens se abraçando e se beijando apenas de cueca, com a legenda: “São os pequenos momentos que tornam a temporada de Natal tão especial.”

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Muitos seguidores chamaram a imagem de “bonita” por celebrar o amor, mas outros tiveram a petulância de classificá-la como “inapropriada” ou “ofensiva”.

“É uma imagem inapropriada, não importa a sexualidade que as pessoas estejam beijando, ainda seria inadequado se fosse um homem beijando uma mulher assim. [Eles] publicitam roupas íntimas, não sexo”, escreveu um rapaz.

Outro acrescentou: “Em primeiro lugar, o Natal não é o Natal. Em segundo lugar, sou totalmente apaixonada, mas este é o dia em que o senhor salvador nasceu. Lembre-se disso”.

Um terceiro escreveu: “Se fosse um homem e uma mulher se beijando, isso seria inapropriado e exagerado, mas isso não é considerado apropriado porque são gays… é exagero”.

A gerente geral da HANES Apparel, Emily Small, defendeu a imagem e disse ao news.com.au que a campanha do Bonds Christmas tem o objetivo de “celebrar os vínculos que fazem a temporada e que são diferentes para cada indivíduo”.

“Somos uma marca que celebra todos os australianos e desejamos que o casal destaque em nosso posto social, juntamente com todos os outros, uma temporada festiva igualmente especial e agradável”.

Um porta-voz da Austrália Advertising Standards confirmou ter recebido cinco queixas sobre a campanha e que “estão a ser avaliadas”.