Uma mãe que vivia em Palmdale, na Califórnia, foi sentenciada à prisão perpétua sem liberdade condicional após seu filho ser torturado e morto em 2013 porque seu namorado achava que ele era gay. As informações foram noticiadas pela ABC.

No ano passado, os promotores acusaram Isauro Aguirre de torturar e matar o menino Gabriel Fernandez, de apenas oito anos de idade. O réu acabou admitindo a culpa pelo assassinato embora tenha negado a tortura.

No tribunal, os promotores listaram uma série de atos horríveis cometidos por Isauro contra o garoto, como encharcá-lo com spray de pimenta, forçá-lo a ingerir suas próprias fezes e vomitar, além de queimá-lo com cigarros e bater nele com um morcego. O garoto ainda chegou a ser preso em uma gaiola e levar tiros de ar comprimido.

Em fevereiro deste ano, a mãe de Gabriel declarou-se culpada. Um juiz a condenou a prisão perpétua além do padrasto, sem chance de liberdade condicional.

O juiz responsável pelo julgamento do caso, George, G. Lomeli, descreveu as ações do casal como “horrendas, desumanas e nada senão o mal”.

Gabriel Fernandez enfrentou chance de pena de morte mas acabou tendo a pena reduzida a prisão perpétua por admitir as acusações.

A mãe do garoto leu em voz alta uma carta de desculpas no tribunal onde disse: “Eu quero dizer que sinto muito pelo que aconteceu. Eu queria que Gabriel estivesse vivo. Todos os dias eu desejava ter feito melhores escolhas. Sinto muito pelos meus filhos e quero que eles saibam que eu os amo.”

O juiz concluiu a sentença afirmando aos condenados e o júri presente: “Eu só posso desejar… que no meio da noite você acorde, e você pense nos ferimentos que você sujeitou neste pobre jovem, este pobre de 7 anos de idade, e que tortura você”.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).