Em uma demonstração de sua total falta de noção e estudo de História, o cantor Lucas Lucco afirmou em um story nas suas redes sociais, que não entende a necessidade do “Dia da Consciência Negra”.

“Fala pessoal! Dia Feliz! Feriado em muitas cidades do Brasil, apesar de… enfim… Tinha que ser dia da consciência, né? Consciência universal… Que dia é o dia da consciência amarela? E a vermelha?”, afirmou o cantor.


Assista também:


Ignorando completamente a verdadeira intenção do dia da consciência negra, uma data que nos propõe refletir a respeito a dívida histórica da sociedade com a parcela negra da população, que como herança da época da escravatura, ainda hoje tem índices de homicídio muito maiores que a população branca, dificuldade de acesso a estudo e se concentra principalmente entre a população de baixa renda, Lucas Lucco podia ter ficado sem essa, não é?

Assista abaixo o vídeo do story, que repercutiu pessimamente na Internet, como era de se esperar.

Alguns internautas chegaram a defender a fala do cantor: “É porque ele não sabe! Ignorância apenas!”, disse um usuário do Twitter.

Já outros não tiveram a mesma paciência. Entre as respostas, pode-se ler comentários como: “queria saber dele quando os amarelos foram escravizados e subjugados para termos “conscientização amarela”, “O dia da burrice já podemos decretar” e até “Portugueses nem pisaram na África”, ironizando a fala do presidente já indiciado por crime de racismo, Jair Bolsonaro.

Atualização: Após a repercussão negativa dos vídeos, Lucas Lucco voltou em suas redes sociais para se desculpar alegando ter falado tudo aquilo por estar sob efeito de fortes remédios.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).