Quem não se lembra dos Hanson? O trio de irmãos sucesso dos anos 90. Foi impossível passar por aquela década sem ter o refrão do hit MMMbop grudado no ouvido, né?

Pois uma péssima notícia pra fãs da banda. Segundo informou o portal PinkNews, o irmão mais novo dos três, Zac Hanson, admitiu que uma conta do Pinterest – já deletada – cheia de memes racistas, homofóbicos, transfóbicos, sexistas e pró-armas era dele.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em uma das postagens, esta considerada transfóbica, Zac compara crianças trans à discussão do desarmamento nos Estados Unidos: “Um jovem de 18 anos é muito jovem para comprar uma arma. Mas uma criança de cinco anos tem idade suficiente para decidir seu próprio gênero?”

Um post ainda pior diz: “Homem que queira se vestir como mulher deve ter doença mental, e que pessoas que apoiam o desarmamento devem ser todas gays”.

Também entre as postagens da deletada conta do Pinterest, estava uma mensagem em apoio a George Zimmerman, que escapou das acusações de assassinato depois de matar Trayvon Martin, um homem negro de 17 anos.

VEJA TAMBÉM:  Presidente do Banco do Brasil diz que LGBT ou negro não é "cidadão normal" pra estar na publicidade
Capa do single MMMbop dos Hanson, megahit de 1997 (Foto: Divulgação)
Capa do single MMMbop dos Hanson, megahit de 1997 (Foto: Divulgação)

Após uma investigação da Vice, Zac Hanson admitiu aos fãs que estava por trás da conta. Isso porque a reportagem da Vice começou apenas por conta da reclamação de fãs que consideraram o apoio da banda ao movimento Black Lives Matter, muito superficial.

Depois de dias de silêncio e cobrança dos fãs, enquanto quase todos os artistas apoiaram o movimento, os irmãos Hanson postaram apenas uma declaração atrasada no início de junho, mas nem sequer usaram as palavras “Black Lives Matter”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por HANSON (@hanson)

Tentando se defender à Vice, Zac Hanson escreveu: “A página do Pinterest que vazou forneceu uma visão distorcida de questões relacionadas à raça e à justiça social, que não refletem minhas crenças pessoais. Peço desculpas pela dor que minhas ações causaram.”

Já a banda se pronunciou apenas dizendo: “Somos muito gratos à nossa incrível e diversificada comunidade de fãs por seu apoio contínuo e conexão poderosa com nossa música. Estamos orgulhosos de ter pessoas de tantas origens diferentes como parte da comunidade que se consideram fãs do Hanson.”

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).