Um post no perfil do Instagram do apresentador da Rede TV!, Sikêra Jr., denunciado por conter ignorância e discriminação LGBTfóbica, que só alimenta a transfobia real da sociedade, teve primeiramente uma resposta negativa a sua remoção da rede social, que através de uma resposta automática, alegou que isso “não iria contra as diretrizes da comunidade”.

Entretanto, a resposta automática foi revista e o jogo virou, com o post de Sikêra Jr. sendo deletado da plataforma.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Explicando: Na última quarta-feira, o apresentador da Rede TV! publicou em seu Instagram uma imagem onde atacava pessoas trans gratuitamente. O texto dizia: “Transgêneros não aceitam o próprio nome, mas querem ser aceitos por todo mundo”. Vários de seus seguidores riram, ironizando a vida de pessoas trans no país que mais mata por transfobia no mundo. Só pra se ter uma ideia, o comentário com mais likes dizia: “Tipo tomada, só existe macho e fêmea o resto é gambiarra”.

Segundo um internauta postou no Twitter, sua denúncia teve primeiramente a seguinte resposta do Instagram: “Constatamos que essa foto provavelmente não vai contra as nossas Diretrizes da Comunidade. Se você acha que cometemos um equívoco, denuncie novamente. Como o Instagram é uma comunidade global, entendemos que as pessoas podem se expressar de maneiras diferentes”.

Atualização: Felizmente, após a repercussão do caso, o Instagram agiu e prontamente removeu o post transfóbico de Sikêra Jr. do ar, se explicando quanto às respostas automáticas (e não humanas) dadas pela plataforma onde milhões de posts são denunciados diariamente e onde erros podem acontecer. A rede social também se pronunciou ao Põe Na Roda sobre o acontecido:

“Não permitimos conteúdo que ataque pessoas com base em raça, etnia, nacionalidade, religião ou orientação sexual, casta, sexo, gênero, identidade de gênero e doença grave ou deficiência. Se encontrarmos conteúdo que viole essas políticas, vamos removê-lo.”

Vale lembrar que Sikêra Jr. já perdeu processo por transfobia movido pela modelo Viviany Beleboni, tendo que lhe pagar R$ 30 mil reais de indenização por injúria e difamação.a

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).