Pois é, às vezes, fica difícil acreditar na humanidade. Conforme noticiado pelo GayStarNews, a pequena Callie June, que tem apenas 18 meses de idade, está lutando contra um tipo de câncer muito agressivo. Diagnosticada com um neuroblastoma, câncer nas glândulas adrenais, ela ainda tem metástase nos gânglios e ossos.

Filha adotiva do casal de lésbicas Tiffany e Albree Shaffer, a pequena terá que passar por sessões de quimioterapia durante os próximos 18 meses, além de um transplante de medula e uma cirurgia para remover um tumor. Os procedimentos, que são muito caros, podem trazer a esperança de vida novamente à menina, e as mães estão fazendo de tudo para salvá-la.

Com uma campanha na internet, as mães já conseguiram arrecadar com internautas o equivalente a R$ 190 mil. Entretanto, em meio a todos os momentos difíceis que passam, ainda estão tendo que lidar com o preconceito de ignorantes.

A pequena Callie, de apenas 18 meses.

De acordo com elas, um religioso de nome Bren Marie, afirmou que iria doar R$ 29 mil para o tratamento de Callie, mas desistiu e postou uma mensagem dizendo que não iria seguir com a doação devido à pequena ser filha de um casal de lésbicas.

“Minhas orações para Callie. Eu ia doar R$ 29 mil para seu tratamento, mas eu descobri que suas mães são lésbicas. Então, eu decidi doar para outro lugar. Desculpe. Eu ainda vou rezar por ela, mas eu acho que o câncer dela é um jeito de Deus chamar a atenção de vocês para o fato de que ela deve ter um pai e uma mãe e não duas mães”, escreveu ele, nas redes sociais.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Indignadas, as mães se manifestaram nas redes sociais. “Minha filha está muito doente, ela corre risco de vida… E então alguém vem e nos diz isso. Esta é uma atitude nojenta. Se você não concorda com a forma como nossa família é, guarde para você, não diga nada! O que a Callie precisa é de amor e apoio, não ódio!”, postaram em repúdio ao comentário preconceituoso.

 Após a repercussão do caso, Callie tem recebido muito apoio e doações nas redes sociais.