Um pré-candidato a prefeito da cidade de Arcos, em Minas Gerais, foi flagrado por câmeras de segurança portando uma faca e batendo em outro homem com socos e pontapés. A vítima afirma que a agressão foi motivada por homofobia.

Homofobia: Pré-candidato a prefeito de MG é acusado de agressão a homem gay
Gustavo Teixeira mostra seu rosto após a agressão | Foto: Arquivo pessoal

A agressão aconteceu na noite do dia 25 de julho, sábado, e veio a público no dia 27, segunda-feira, quando vídeos do ataque por homofobia foram postados em redes sociais.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado na Polícia Civil, as agressões ocorreram em um posto de combustíveis na área central da cidade. O pré-candidato Helder Ribeiro teria atacado Gustavo Teixeira, de 36 anos, sob acusações de que a vítima estaria tocando o interfone de uma propriedade sua e, visivelmente alterado, iniciou as agressões com chutes e socos enquanto verbalizava xingamentos homofóbicos contra Teixeira e dois amigos.

O caso de homofobia repercutiu na cidade de cerca de 40 mil habitantes, e nas redes sociais os moradores subiram a “#JustiçaParaGustavo”.

“Nada justifica esse ato de tamanha agressão que ele fez comigo. Todos os vídeos mostram que o agressor está completamente descontrolado. Eu o tempo todo tentei afastar, pedi pra que parasse, que eu fosse embora. Mas ele seguia me agredindo, com tapas, socos, murros chutes”, contou Gustavo ao jornal Estado de Minas Gerais.

VEJA TAMBÉM:  Cantor Duncan James conta como lida com a homofobia sendo um pai gay

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Arcos.

Confira o vídeo da agressão: