A polícia egípcia está usando aplicativos de encontro como Grindr para atrair homens gays para quartos de hotel com a intenção de prendê-los na realidade.

Dalia Abdel-Hameed, um investigador da Iniciativa Egípcia de Direitos Humanos, revelou ao jornal The Age que descobriu dezenas de relatos de policiais que descrevem a nova técnica para atrair homens suspeitos de serem homossexuais através do uso de aplicativos.

O Egito vem passando por uma onda de repressão principalmente contra homens gays. Como já noticiamos aqui, mês passado, a polícia prendeu parte do público de um show em um festival de rock no país por hastear a bandeira do Orgulho LGBT. Algumas vítimas chegaram a serem submetidas a exame anal para comprovação de possível relação homossexual.

Até agora 57 LGBTs e simpatizantes já foram presos sob acusação de “libertinagem e desvio sexual”. O governo do Egito faz vista grossa a situação e afirma somente que o poder público precisa agir afim de garantir a moral e fazer frente ao que chama de “propagação da homossexualidade”.

Veja também:

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).