A ira de Neymar contra o ex-padrasto, Tiago Ramos, ameaçando sua vida e usando sexualidade como ofensa, pode acabar custando caro ao jogador.

Vale lembrar que aqui ninguém tira o direito de Neymar estar indignado ou não com Tiago seja pelo que for, mas não dá mais pra em 2020 tolerarmos sexualidade ou identidade de gênero sendo usada como ofensa, como demérito ou para ofender alguém.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Xingamento é ser canalha, mentiroso, ladrão, corrupto, um b*sta, um vagabundo, etc. Ser gay não é um demérito ou uma ofensa e Neymar já podia ter aprendido isso com seu amigo David Brazil, por exemplo, né?

Agora, o ativista LGBT Agripino Magalhães informou que está entrando com uma ação judicial contra Neymar e seus amigos: “Homofobia e transfobia passaram, a partir do dia 13 de Junho de 2019, a se enquadrar no Art. 20 da Lei N° 7.716/1989, que criminaliza o racismo, e alterou o Art. 121 do Código Penal, incluindo o homicídio motivado por homofobia no rol dos motivos torpes”, pontuou em suas redes sociais.

Após processar Neymar, ativista sofre ameaças de morte | RD1
Ativista LGBT Agripino Magalhães: processo em Neymar por homofobia.

Desde que a homofobia foi equiparada ao crime de racismo no STF, qualquer um que se sentir ofendido por uma ofensa homofóbica, pode processar o autor do xingamento, uma vez que não se trata de mero crime de injúria pessoal, mas sim de ofender toda uma coletividade, um grupo de pessoas.

VEJA TAMBÉM:  Policial lésbica que foi demitida por chefe homofóbico agora pretende substituí-lo no cargo

É importante inclusive que este tipo de atitude seja tomada para que a sociedade finalmente deixe de usar orientação sexual ou identidade de gênero como se fosse uma ofensa, algo ruim ou um demérito. A cultura homofóbica e machista sempre normalizou que ser gay ou ser bicha é um problema. E passou do tempo de mostrarmos que não é.

A equipe de Neymar Jr. não se pronunciou sobre o caso, e o Ministério Público de São Paulo informou ter recebido a denúncia ainda.

Em suas redes sociais, Agripino revelou que recebeu até ameaças de morte por falar publicamente sobre o processo que pretende mover contra Neymar.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).