Uma mulher trans de 21 anos foi espancada por dois homens no bairro Cidade Aracy, em São Carlos (SP), na última sexta-feira (26). Segundo informações do G1, a vítima foi esfaqueada e teve parte da orelha decepada.

A jovem trans foi encaminhada a Santa Casa de Misericórdia do município. O crime não foi registrado pela Polícia Civil, mesmo a lei obrigando hospitais a notificarem casos de agressão contra mulheres em até 24 horas.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Mulher trans é espancada, esfaqueada e tem parte de orelha decepada em São Carlos
Mulher trans é espancada, esfaqueada e tem parte de orelha decepada em São Carlos (Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal)

A Santa Casa informou ao G1 que o “o registro deveria ter sido feito pela Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Aracy” . A prefeitura, responsável pela administração da UPA, não se manifestou até a publicação da reportagem.

De acordo com a presidente da Comissão da Diversidade Sexual e Igualdade de Gênero da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de São Carlos, Camila Marques, após a agressão, a jovem foi abandonada em uma matagal. Os homens acreditavam que ela estaria morta.

VEJA TAMBÉM:  Conservadores criam petição contra filme onde Jesus é mulher lésbica

“Ela se arrastou durante muito tempo até conseguir ajuda e ser levada para o hospital. A gente não sabe quanto tempo ela ficou tentando ajuda. Depois de ser internada, ela ficou inconsciente e só acordou nesta segunda-feira”, disse Camila.