A BBC News reporta que uma mulher transsexual de 43 anos foi encontrada com o corpo todo queimado no último fim de semana. Ela estava viva, porém morreu horas depois pela gravidade das queimaduras.

Os suspeitos foram localizados, mas polícia disse que eles acreditavam que os criminosos não tinham intenções de queimá-la de forma intencional. Três dos seis identificados estavam presos, mas foram liberados.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Segundo relatos do chefe de polícia de North Jakarta, Budhi Herdi Susianto, os suspeitos acusaram a mulher de roubo e a cobriram de gasolina. Havia fósforo com eles, mas o policial insiste que atear fogo nela não foi intencional.

A Indonésia é um dos países mais homofóbicos para se viver. O governo faz de tudo para tirar cada vez mais direitos das pessoas LGBTQ+, inclusive, chegou a ser proibido que homossexuais e transsexuais trabalhassem no país.

VEJA TAMBÉM:  Conheça Manoela Stellfeld, a primeira cantora gospel trans do Brasil

 

Avatar
22 anos, geminiano, mineiro, jornalista formado pela UEMG. Apaixonado por música e artes de modo geral. Ex-bailarino na teoria mas danço nas festinhas bastante. Sonho em ser amigo da Rihanna e da família da Beyoncé. Provável futuro ex-bbb e quem sabe vencedor da Fazenda.