Lembram da história do procurador Caio Augusto Limongi Gasparini, que foi denunciado por posts homofóbicos em suas redes sociais, onde ligava gays a pedofilia, além de vários outros posts e até vídeos extremamente mentirosos e discriminatórios com a população LGBT?

Pois bem. O Ministério Público agora está para decidir se ele será julgado por homofobia após um dos primeiros inquéritos finalizados sobre crime de homofobia.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Nem mesmo a denúncia inicial fez Caio Limongi Gasparini parar de propagar posts que incentivam LGBTfobia em suas redes sociais. Como exemplo, no último dia 7 de dezembro, ele compartilhou mais um post do tipo. Desta vez, enaltecendo um jogador homofóbico que destruiu uma bandeira LGBT em campo. Veja abaixo o print:

Procurador Caio Augusto Limongi Gasparini propaga LGBTfobia nas redes sociais. (Foto: Reprodução / Facebook)
Procurador Caio Augusto Limongi Gasparini propaga LGBTfobia nas redes sociais. (Foto: Reprodução / Facebook)

E o post acima é apenas um dos muitos exemplos. O inquérito policial que o denuncia tem mais de 400 PÁGINAS com prints de publicações e comentários criminosos do procurador. Clique aqui para acessar.

VEJA TAMBÉM:  Criança drag queen sofre ataques homofóbicos após estrelar campanha da Converse

Vale lembrar aqui ao Ministério Público que um procurador deve seguir a lei. E LGBTfobia é crime no Brasil, assim como o racismo e outras discriminações.

Mais uma das centenas de posts onde Caio Augusto Limongi Gasparini é LGBTfóbico. (Foto: Reprodução / Facebook)
Mais uma das centenas de posts onde Caio Augusto Limongi Gasparini é LGBTfóbico. (Foto: Reprodução / Facebook)

Será que um procurador claramente desequilibrado e sem outro foco em seus posicionamentos públicos que não sejam a discriminação por LGBTfobia, cometendo impunemente crimes de discriminação e fomentando mais preconceito no país que mais mata LGBTs no mundo, representa a instituição? Fica a pergunta!

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).