Em depoimento a Polícia Federal, o Ministro da Educação Milton Ribeiro pediu desculpas sobre as declarações feitas em entrevista ao jornal Estadão, onde defendeu que homossexuais são frutos de famílias desajustadas.

Milton afirmou que não pretendia desrespeitar ninguém e disse que as famílias de homossexuais são como a sua família. O ministro é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por homofobia.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
À PF, ministro de Bolsonaro pede desculpas e diz que “famílias de gays são como a sua” (Foto: Reproduçã0 / Gov. Federal)

Segundo o Estadão, a próxima etapa do processo deve ser um pedido do Ministro Dias Tofolli para que a Procuradoria Geral da República se manffeste sobre a manutenção do inquérito.

À PF, Ribeiro respondeu que “que na sua percepção a família dos gays são famílias como a sua, que (ele) respeita e acolhe a orientação de cada um, que sua prática é a aceitação”. Ele falou que “não acredita em intolerância” e que “vivemos em um país democrático e que as pessoas podem ter qualquer orientação e respeita todas”