O Ministro da Justiça, André Mendonça Filho, saiu em defesa da cantora Ana Paula Valadão. Em setembro, a intérprete fez declarações homofóbicas contra gays e ligou o HIV à orientação sexual “morrem de AIDS porque “opção sexual não é um ideal de Deus”.

Segundo o Ministro, ela passa por um “processo de perseguição”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Respeito os homossexuais. Aliás, respeito é um princípio cristão! Contudo, isso não significa que o cristão deva concordar ou não possa questionar o homossexualismo com base em suas convicções religiosas”, conclui Mendonça Filho.

Cantora Ana Paula Valadão (Foto: Reprodução/ Instagram)
Cantora Ana Paula Valadão (Foto: Reprodução/ Instagram)


Inquérito por homofobia

O Ministério Público Federal abriu um inquérito para investigar as declarações homofóbica feitas pela cantora.

Vale lembrar que o Supremo Tribunal Federal (STF) criminalizou a homofobia e enquadrou o crime na lei do racismo.